Varejo virtual: mobile é tendência ou realidade?

varejo-virtual Varejo virtual: mobile é tendência ou realidade?

PRESS ASSOCIATION Photo. Picture date: Monday December 27, 2010. Photo credit should read: Dominic Lipinski/PA Wire

As mudanças tecnológicas estão cada vez mais rápidas e adaptar-se a elas é necessário para o sucesso de um varejo virtual

 

O mobile já não é mais apenas uma tendência, ele virou realidade e se transformou na plataforma dominante no mundo digital. Engana-se quem pensa que as tecnologias do “futuro” não afetam o varejo virtual. O setor tem uma relevância indiscutível, mas deve mudar consideravelmente nos próximos anos. Para não ficar para trás e sim, preferencialmente, estar um passo à frente da concorrência, é importante que o varejista on-line esteja disposto a se adaptar as novidades. Confira alguns pontos que devem ser levados em consideração neste período de mudanças:

1. Seja Responsivo

O mobile deve ser a prioridade número 1 para os varejistas virtuais. Tudo, do site às ações de marketing, deve ser pensado e executado considerando a realidade móvel.

2. Cuidado com a migração

Tornar o site ou e-commerce disponível para acesso em celulares e tablets ainda é uma dificuldade para a maioria dos varejistas. É extremamente importante que o site ou a loja on-line funcione muito bem para aqueles que estão apenas navegando e consultando preços, mas eles precisam ser capazes de processar compras e completar as transações com a mesma eficácia que os computadores.

3. Consultas

Você pode até não acreditar, mas o mobile influencia mais as vendas off-line do que as vendas on-line. Os clientes que optam por fazer as comprar em lojas físicas, normalmente, já checaram preços e informações do produto nos sites de busca e até mesmo no site da loja em questão. Por isso, fique ligado e passe as informações corretas. Esse consumidor é mais consciente e sabe o que procura quando compra algo.

4. O conteúdo voltou

O consumidor  atual quer ter uma experiência completa antes da compra. Por isso, quando mais informações relevantes forem publicadas em sites, redes sociais e outras plataformas, mais fácil será convencer o cliente que garantir o produto daquela marca é importante e necessário. Invista em boas fotos nas redes Instagram e Pinterest, amplie o espaço destinado ao conteúdo gerado pelos próprios usuários, use vídeo, tutoriais e avaliações, crie postagens que “viralizam”  e divulgue a marca junto aos formadores de opinião.

5. Faça o básico bem feito

O que um consumidor avalia antes de efetuar uma compra?

O custo de frete, as avaliações de outros usuários e as imagens do produtos sempre saem na frente, mas outros detalhes como carrinho de compras salvo (o usuário pode sair do site e quando voltar recupera aquilo que já separou) e vídeo de demonstração do produto sempre fazem muito sucesso.

6. Aproveite as datas comemorativas

As pessoas já sabem que muitas vezes comprar pela internet é mais econômico, ainda mais se for em feriados e datas comemorativas. Aproveite para pensar todas as estratégias de venda do seu negócio virtual e ofereça as melhores oportunidades nessas datas.

Você atua no varejo virtual? Precisa de ajuda com seu site ou e-commerce?

A Guia-se Negócios pela Internet pode ajudá-lo.

Fonte: Imprensa Guia-se